Angústia

Posted by in Trópico de Câncer

A bomba com flouracil terminou no domingo a noite conforme o planejado. Fomos até a clínica às 20h para que Carla, em regime de plantão, retirasse a agulha do meu peito e me livrasse da bomba e do cabo. Vi pela primeira vez a cicatriz do portocat (nada demais, nem pontos tem). Antes de partirmos, ela injetou – ainda – uma medicação contra náusea e mais a Eparina, que serve para conservar o cateter em condições de uso.

O que aconteceu a seguir foi a pior crise de angústia que já tive na vida. Logo que chegamos em casa, sem motivo aparente, comecei a chorar sem parar. Depois veio a falta de ar, o calor, o medo, a pressão no peito, tudo junto, separado e ao mesmo tempo, sei lá… difícil descrever.

Tomei Lorax e parecia que não ia adiantar depois de mais de uma hora de loucura. Aí Tata deitou ao meu lado e começou a me acariciar, os dedos suaves deslizando pelas costas num vai e vem delicioso, na tentativa de me acalmar, embora de certa forma em vão, porque não lembro de sentir nada tão terrível assim. Foi então que lembrei das garrafinhas que Lana havia me trazido certa vez de um centro espírita. A primeira vez era para tomar inteira e, quando o fiz, naquela ocasião, tive uma noite ótima. Pois, acreditem ou não, o niilista aqui virou o líquido misterioso garganta abaixo e, minutos depois, adormeceu calmamente.

BLOGGER

Trópico de Câncer
Comentários do post 24033249

queridos Estou aqui debulhada em lágrimas e ao mesmo tempo me sentindo meio culpada por estar só telefonando, mas ao vê-los no domingo achei que estavam reagindo bem a tudo. Olha, quero que saibam que estamos aqui e queremos estar sempre perto de voces a todo momento, só não fazemos isso porque äs vezes acho que atrapalhamos. Mas estamos a disposição para conversar, chorar, rir e tudo mais. Adorei sua ligação hoje a tarde, Lini e Naninha também ficaram felizes. até amanhã no niver do geisel. boa noite! amo voces e lembrem estamos aqui. Ah, compei o bolo. Valeu a dica Tata.

zele | 30-03-2004 22:27:22

Mano querido, conta comigo pra tudo. Até mesmo pra ligar de madrugada e falar bobagens ou desabafar, viu? Pode ser que eu atenda meio de mau humor por ser acordada no susto (típico!), mas depois passa. Beijo especial pra Tatá, que se supera a cada dia, demonstrando sua força e seu amor.

Lana | 30-03-2004 14:13:27