Bruxaria

Posted by in Trópico de Câncer

Depois de analisar a tomografia do tórax e abdome, Dr. Marquez informa que está tudo normal. Pelo que entendemos, seria muito estranho uma metástase na região lombar. Um tumor noutro órgão, como fígado, rim, estômago, até na próstata, sei lá, poderia ser mais “lógico”. Restou a dúvida, então, do que eu tenho afinal. Marquez resolve nos indicar um traumato e já avisa que muito provavelmente eu teria de fazer uma biopsia. Confirmamos com JL que Dr. Manilla era profissional de primeira linha. Meu cunhado conta que já fora inclusive operado por ele.

Márquez alertou, ainda, que existem duas maneiras de fazer biopsia da lombar. A mais fácil é uma punção. Enfia-se uma agulha guiado por imagem de tomografia lá no osso, colhe-se o material e ele vai pra análise. O dotô avisa que essa só tem 60% de chance de conseguir oferecer material de qualidade para análise. A mais precisa é colher o material com cirurgia. Uma senhora cirurgia pelo que sacamos.

Enfim, fomos recebidos por Dr. Manilla no dia 28 de dezembro. O que chamou a nossa atenção de cara foi o cabelo. Lembrava o de Castro Alves, só que mais armado, entendem? Difícil explicar. A conversa foi prática. Muitas perguntas, poucas respostas, todas muito pragmáticas e objetivas. Mandou logo fazer uma tomografia da região lombar e lá fui eu de novo atravessar aquele arco diabólico e tomar aquela porcaria daquele contraste.

O resultado mostrou uma mancha, uma possível inflamação, talvez uma degeneração, “doença de velho”. Mas pode ser um tumor também. “O que tu tens parece bruxaria”, chegou a brincar com Tata o Dr. Manilla. Resultado? biopsia nimim!