Inverno portoalegrense

Posted by in Trópico de Câncer

O inverno de Porto Alegre pode ser assim: frio pela manhã, calor de 30 graus ao meio-dia, tarde de vento cortante, noite gélida. Meu dia foi mais ou menos assim. Pela manhã, sono e choramingos. Terapia holística ao meio dia. Almoço delicioso com Mama, Geisel, Zelda e Polly. Aí me concentrei e fui para a empresa. Minha intenção era mostrar serenidade e esclarecer a equipe sobre a doença e o tratamento, planos A e B. Tô lá em cima, na minha sala, com o peito cheio de ar, pronto pra discursar, de repente é transferida uma ligação: era o pai de uma funcionária sensacional, que está de partida para estudar fora do país. O senhor, a quem conheço pessoalmente, agradece pelo apoio à filha, pelas palavras que proferi certa vez sobre a personalidade, sensibilidade e honestidade da garota. Realmente, certa vez cheguei a comentar: “Teu pai deve ser uma pessoa feliz pela filha que criou!” Ele confirma a tese, diz que não sabe como vai ser ficar longe dela por tanto tempo. Concordamos que é parte da sua evolução.

É claro que encerrada a ligação todo o preparo para falar com a equipe firmemente foi por água abaixo. Tremi o queixinho… Riva pergunta o que houve, mas peço um tempinho para me recompor. Estava difícil de falar. Talvez por isso mesmo a reunião com a equipe foi ótima. Temos mil planos. Provoquei a turma para que libertem as amarras da criatividade. Vamos começar a inventar mais, o que deve tornar o trabalho mais interessante. Também relatei meu plano B, caso as coisas fiquem meio bizarras para o meu lado. Vou encher o escritório de câmeras e vamos nos comunicar digitalmente se for o caso. Vai ser uma experiência legal, mesmo que não funcione a contento no início. O plano B inclui uma máquina reservada para que uma vez por semana um deles venha trabalhar comigo.

Por volta das 17h, Geisel veio me buscar e fomos para a consulta com Marquez. Como era esperado, novidades. A receita do sucesso passa por 25 sessões de rádio, com doses diárias mais baixas de radiação, mas com um total final maior do que a dose prevista pelas 10 sugeridas por Canhedo. Amanhã já passo o dia fazendo exames. Tomo do tórax e abdome total! A idéia do cara é começar a rádio na próxima terça-feira. Em breve faremos uma consulta com Dr. Rocha, que foi quem coordenou a quimio anterior. Vamos ver que medicação ele recomendará, quantas doses e quais os efeitos colaterais e seqüelas. Só então teremos a difícil missão de optar por ele ou Canhedo. A verdade é que temo pelo funcionamento de um tratamento que inclua duas clínicas diferentes. A equipe de Canhedo trabalha com o time do Moinhos de Vento. Não gostei da comunicação entre o hospital e o médico na biopsia. Portanto, rádio é certo que faremos com Marquez. Por outro lado, Canhedo parece bastante competente no que se refere à quimio. Vaidosos do jeito que são, entretanto, conversariam regularmente para discutir o tratamento? Duvido um tanto.

BLOGGER

Trópico de Câncer
Comentários do post 35520756
Bom dia! Ontem tentei falar com voces e o telefone permecia sempre ocupado e depois sabia que estariam na mama, ficou tarde, enfim não liguei. Mas saibam que estamos com o pensamento voltado para os ultimos acontecimentos, embora não tenhamos conversado. Achei ótima as idéias lançadas na reunião da empresa. Quanto ao tratamento, acredito que deverão escolher o médico ou a clinica que passa mais confiança e tranquilidade a voces. Estamos confiantes que tudo dará certo. É assim que temos que pensar. Tenham muita tranquilidade, embora seja difícil, continuem com a cabeça ocupada com o trabalho, com os sonhos, a arrumação do apartamento, aproveitando cada segundo, que com certeza tudo se resolverá mais cedo do que imaginamos. Tenham um bom dia! mana zele

zele | 10-03-2005 08:15:57