Quanto tempo?

Posted by in Trópico de Câncer

É incrível, importante, emocionante, sempre positivo, enfim, encontrar comentários de pessoas desconhecidas aqui. Quanto mais se dizem que de alguma forma cumpro com o objetivo de ajudar quem vivencia o terror da doença mortal, seja ela qual for. Foi exatamente por esse tipo de audiência que decidi continuar postando meus resumos, deixando para segundo plano a idéia de publicar um livro. Obrigado Cristiane!

Como estão as coisas desde a cintilografia? Melhor do que se poderia esperar. Curiosamente, minha primeira ação foi a de tentar descobrir que prazo teria, na expectativa inacreditável de planejar o estilo de vida final. Se tivesse dois a três anos de vida, por exemplo, escolheria um entre dois caminhos. Tentar capitalizar um valor específico para deixar de trabalhar, abandonar as mínimas responsabilidades, realizar algumas viagens, conhecer lugares sonhados, viver uma vida simples, que não preciso de muito mais do que já tenho para ser feliz. Tenho a casa dos sonhos, as delicias que mais gosto na vida estão ao meu alcance (como o melhor petit gatô feito no RS, que degustei na casa do Cozinheiro sábado passado, precedido por uma moqueca indescritível). Falta um telão para ver meus filmes prediletos com Tata do meu lado, que no final das contas é o que verdadeiramente interessa. E basta, bastaria Tata. Bastaria!

A outra opção seria trabalhar com afinco para garantir que minha presença na Terra tivesse significado reconhecido para um grupo de pessoas, profissionais e empresas envolvidas na minha trajetória de jornalista. Boa parte desse caminho já tracei, sei que fui útil para a formação de muita gente que trabalhou comigo. Sei que consegui abrir espaço político antes inexistente para um grupo de empresários, dirigentes e profissionais com o portal que desenvolvi para um segmento específico da economia gaúcha. Sei que fui honesto o suficiente para ter no currículo um resultado mais do que positivo para os pequenos deslizes que cometi. Mas se dessem meu nome para um bequinho qualquer em Porto Alegre morreria feliz. 🙂

O que interessa mesmo, entretanto, é que toda a irradiação que Dr. Marques chegou a planejar, o resultado das tomografias o fez desistir. Não há nada que justifique fazer radioterapia no momento. Na quarta, teremos uma reunião com ele e o médico responsável pela químio. Tudo indica que então saberei como serão meus próximos meses. Certamente, farão uso da quimioterapia para tentar controlar a rapidez com que o tumor se desloca e deixa suas maledicências. E, é claro, tomarei conhecimento dos efeitos colaterais, os malditos efeitos colaterais.

BLOGGER

Trópico de Câncer
Comentários do post 36960287

Enrico Muller: por favor, dê notícias.Claude | Email | 12-08-2005 22:37:08

Como estás? Estamos todos anciosos por notícias tuas. Muito obrigada pelo espaço no Baguete. 🙂 Grande beijos, DeborahDeborah | Email | 12-08-2005 12:03:08

Alô, Alô, chamando… Cadê você?Elisa | Email | 11-08-2005 11:09:17

ô guri, dá notícias!Claude | Email | 10-08-2005 12:27:16

Querido chefe, estou torcendo muito por vc sempre! bjãoCibele | 08-08-2005 23:51:47

Querido irmão. Apesar de ter morrido de inveja do programa das manas contigo ontem fiquei muito feliz de te ouvir rindo e debochando da propria doença. Ouvir as risadas da Zele, Lois e Tata ao fundo foi muito bom porque sabia que voces estavam bem e curtindo o que nossa familia mais gosta de fazer: estar junto, rir, falar alto e de preferencia comendo algo muito bom. Hoje recebi um telefonema maravilhoso do pai, dizendo que venceu a prova do excel e que estará na formatura no dia 10. Fiquei muito feliz porque ele é minha referencia e sigo seus passos sempre. Acho que temos tido bons exemplos de luta, conquista e perseverença na familia. Te amo muito. Super beijo pra super Tata.Zelda | 05-08-2005 22:10:29

oi, ~fazia tempo que não lia o blog, a Mari que perguntou se ainda escrevias, resolvi entrar. E gostei de ler as mensagens. Espero que continues escrevendo. Aproveito para deixar registrado que adorei os momentos que passamos juntos hoje. Estava precisando disso. E incrivel, mas precisava te abraçar, te tocar e te ouvir. Deixe o blog atualizado para que me mantenha informada nos dias que ficarei fora. Mano amo muito vocë e estou muito orgulhosa de sua força. Tata você é ótima, você é iluminada. um grande abraço.zele | 04-08-2005 23:22:03

http://www.geocities.com/siteambiental/cancer.htm?200518 Não sei se acredita nisso, mas, acho que não custa nada tentar… Minha mãe toma (mal pelo menos não fez)… se fez bem mesmo, só vamos saber com os exames. Continuo por aqui… Abraços!Cristiane | Email | 03-08-2005 08:48:57

Não vou comentar nada, só quero que tu saiba que estou e sempre estarei por perto (indignado)… força!Marcelo (Chuco) | Email | 01-08-2005 17:31:14

muitas coisas, especialmente do computador”. É, que seja estranho torcer muito por ti, rezar por ti, mas sabemos que isso nunca é demais. Fico por aqui, falei demais… Beijo grande, em ti e na pessoa que (graças à Deus) te traz tanta felicidade (nem preciso dizer o nome).Lais | Email | 31-07-2005 22:28:11

A volta da desnaturada! Lia seus posts e não deixava nada aqui, perdão. Sempre fico sem jeito quando tenho de comentar posts assim, que falam sobre o avanço dessa doença. Sou completamente impotente diante desse mal pq minha família (por parte da mãe) já esteve (e pelo geito sempre estará) sendo perseguida por ele e desde minha infância sou aterrorizada por isso. Enrico, tenhamos apenas confiança em Deus, isso nos basta. Se o Cara é o criador de nossas vidas, fica com a responsabilidade de cuidar dela depois, e assim é, cabe a nós tentar compreender. De qualquer forma, a tua fãzona estará sempre aqui, com estômago, pensamentos positivos, orações, admirando toda essa pu** força que tu tens, pra não nos abandonar. É estranho que eu tenha uma espécie de carinho por um desconhecido, mas realmente, quando se trata de câncer, eu fico assim mesmo, ainda mais quando se lê toda essa história de vida e fica em frente ao computador dizendo “esse cara é o cara! eu entregaria os pontos e esqueceria de (continua)Lais | 31-07-2005 22:24:30

vitela com batata? copacabana? nesta semana?hum? hum? q tal, cabrón?mimi | Email | 31-07-2005 02:11:06

estamos aqui, man distantes, virtuais, enfim por ai.Gustavo/Bahia | 30-07-2005 10:23:04

Oi Dilnei. Eu andava agoniada por notícias e é claro que as recebo com toda a complexa mistura de raiva, impotência, tristeza e aturdimento desses momentos em que não queremos que os fatos sejam estes. Uma vez tu me disseste que não tinha estrutura – ou estômago – pra acompanhar o que eu estava vivendo com a doença do Gerson. E até podes me dizer que agora mesmo é que tua estrutura está abalada. Mas olha o tanto que já foi superado, tudo o que aprendeste a suportar. Saber planar acima dessa estrutura física é descobrir onde a vida reside de verdade. Eu de vez em quando entrego os pontos, deixo de achar e produzir sentido, tão fortes são os embates… mas a força obstinada de ir em frente eu recupero sempre, e tenho estrutura e estômago pra estar contigo em todos os momentos – de forma concreta ou não, mas de qualquer maneira te acompanha a minha presença -disponível e incondicional. Torço pra que tua sagacidade, inteligência e sensibilidade não sejam invadidas jamais por células rebeldes. Beijos. Claude.Claude | Email | 28-07-2005 01:43:35

“…lendo seu post de “hoje”…” foi modo de falar (ou escrever?) … é claro que vi que o post era de segunda-feira… (risos)Cristiane | Email | 27-07-2005 15:43:11

Oi Enrico! Eu é que agradeço! Lendo seu post de hoje, comecei a pensar que eu também deveria pensar mais em como levar a vida daqui para frente, ninguém sabe o dia de amanhã… (acredito que só Deus saiba)… Continuo por aqui viu?! agora vc sabe que existo (risos) Abraços!Cristiane | Email | 27-07-2005 15:40:16

Gurizinho, ando te procurando há longas horas… Às 22 e 25 te encontro. Com afeto, tre abraçoRita | Email | 25-07-2005 22:29:01