Fracos e oprimidos

Posted by in Trópico de Câncer

Tem horas que a gente se sente um super-herói quando tem uma doença grave. Quando você tem uma doença grave e administra um blog, então… puxa, vc se sente um verdadeiro super homem, defensor dos fracos e oprimidos. Mas a verdade é que não passamos de simples defensores dos frascos e comprimidos, vigilantes dos horários agendados para a sua ingestão e, no caso dos frascos, da sua integridade física. O resto é uma restia de exibicionismo.

No dia que escrevi aqui que tudo estava bem, estava mesmo. Picanha na chapa servida como no Garota de Ipanema foi o que servi para o irmão do Riva, que sempre nos recebe bem no Rio, além de me levar pelo menos uma noite no Garota de Ipanema para nos encharcarmos de chope e comermos a tal picanha na chapa. A piscina ali do lado a disposiçã. Mamma passando bem… Profissionalmente, organizei um seminário com quatro painéis, que se não foi um sucesso de público em termos quantitativos certamente foi em termos qualitativos. Tinha só formadores de opinião lá. Isso tudo aconteceu em uma semana. Cronograma: Na sexta, fiz quimio. No sábado, festejos com o irmão do Riva. No domingo… febre… eritêmas nodosos no braço (caroços duros e avermelhados), dor aguda no peito quando respirava fundo! No meio da gemedeira, ligamos para Dra. Mônica… e eu, já delirante, aceitei, sem muito custo, o que não quero nunca, uma internação pra matar a saudade.

Enquanto isso, Mamma regride. Precisou fazer hemodiálise, o que para ela é uma tortura. Como eu, tem veias finas por causa do excesso de medicação. As fistulas que ela é obrigada a fazer para a hemo passam a ser sessões de tortura, portanto. Tanto que depois de inúmeras tentativas, optaram por colocar dois canudos, um em cada veia do pescoço, para iniciar as várias sessões que ela teve de fazer durante a semana. Chegou a perder a razão certa noite, a tadinha. Minha irmã Zele chegou a ficar assustada. Agora, a expectativa: se ela será capaz de se recuperar para passar o Natal em casa ou não. Eu já estou em casa desde domingo e com o diagnóstico na mão: líquido na pleura, infecção por bactéria ou fungo, aguardamos por exames de campo para saber que antibiótico vou usar. Por enquanto, tô tomando um outro qualquer.

BLOGGER

Trópico de Câncer
Comentários do post 37886653

Mano veio dá notícias aos teus leitores! Estamos sempre com vocês. Super beijo.

Zelda | 02-01-2006 14:46:06

ENRICO, Você é grande e sua batalha será a vencedora!!!Não passo um dia sem ler seu blog, pois sua força me dá força para ajudar meu marido. Abraços e um feliz 2006. Aline

Aline | Email | 31-12-2005 22:33:40

Na verdade o que eu quero mesmo é desejar uma Ano Novo bem melhor para toda família do Enrico. (ele inclusive) Beijos com todo carinho.

Frida | 30-12-2005 16:00:46

Enrico-rico – muita vontade de te saber risonho, junto com a Tata e teus amigos/as. Muita luz pra vocês nesta caminhada que estão fazendo. E pra nós tbém, que te queremos muito. Abraço apertaaaaaaado

Ritinha | 27-12-2005 19:58:46

espero que tenhas tido um Natal muito especial, junto de quem te ama e faz essa parceria que vem sustentando tudo. Beijo com carinho. Claude

Claude | 26-12-2005 23:03:42

No post anterior vc diz da morfina… Meus pacientes (CRIANÇAS) tb nao gostam da morfina sub cutanea ..rsrsrs preferem endovenosa…. Mas a melhor absorçao da mesma é por essa via, ja que o intuito é tirar a dor e nao dar barato …rsrsrsr beijos e feliz natal pra vc e pra sua falimia

Carol | Homepage | 24-12-2005 21:42:58

Conheci você num momento de inquietações e dúvidas. Sei as grandes dificuldades que você e seus familiares estão passando, conheço a sua dor. Sua coragem é admirável e a forma como lida com a situação é singular. Acredite no amor ao seu redor e continue lutando. Estou fazendo parte da corrente que torce por você. Um beijo My

mylene | Email | 24-12-2005 00:27:11

Com todas essas ainda consegues produzir um montão no trabalho e nos contar tudo de uma forma tão, tão compreensível e “cool”? Tô começando a achar que és de outro mundo. Parabéns! Zelda, eu também sempre relaciono Natal com família e acho tão bonito essa história de pinheirinho, enfeites, luzinhas, Jesus na manjedoura, a fantasia em torno do Papai Noel…ih, ops, acho que de adolescente retornei à infância. Acredito que Mamma vai estar com vocês em casa. Sabe, nessa época, tem magia e nossos desejos se realizam. Um beijão proceis todos!

Frida | 21-12-2005 22:33:28

Acho que somos herois da resistência… estamos dessa luta há 3 anos, com perdas e ganhos, rindo e chorando. Apesar dos medos e das ansiedades acredito que vamos estar todos juntos neste Natal! Será lindo como sempre foi. Fico emocionada quando vejo/escuto Polly defendendo o Natal na família, em POA. Para ela Natal quando não é com a grande familia não tem a mínima graça. Ela não aceita negociação. Pobre JP que precisa se dividir em 3 (pai, mãe e namorada). Essa é a herança que recebemos e que passamos para as próximas gerações. As tradições em família. Super beijo.

Zelda | 21-12-2005 14:38:14

Enrico: por não teres desistido de realizar tantas coisas com uma doença grave, por não deixares de te comunicar com quem fica ávido por notícias aqui no blog, por não teres ficado entregue ao desespero que esse sofrimento prolongado promove, aceita o fato: és um super herói sim. Pouca gente, raríssimas pessoas são capazes de avançar produzindo, pensando, esperneando, resistindo dessa forma. Beijão pra ti e pra Tata. Claude.

Claude | 20-12-2005 22:47:04