Borracharia

Posted by in Trópico de Câncer

Bem, nem sempre tudo vai mal. A Ritinha, minha querida amiga dos tempos selvagens na empresa de previdencia privada que trabalhei durante oito anos na área de Comunicação, agora assina coluna no site da minha empresa. Ela está dando dicas para empresários escreverem melhor, já que na vida digital este fundamento é fundamental. Ela está super contente com a flor do lácio (*) que estamos regando. Eu também. Nem mesmo a borracharia onde estou meio estacionado por causa de uma pneumonia foi capaz de me abater. Quer dizer, mais ou menos, vá lá.

(*) A expressão “Última flor do Lácio, inculta e bela” é o primeiro verso de um famoso poema de Olavo Bilac. Esse verso é usado para designar o nosso idioma: a última flor é a língua portuguesa, considerada a última das filhas do latim, conforme cantou Camões antes mesmo de Bilac pelas minhas pesquisas. O termo inculta fica por conta de todos aqueles que a maltratam (falando e escrevendo errado), mas que continua a ser bela. Aguardemos os comentários de Ritinha sobre o assunto.

BLOGGER

Trópico de Câncer
Comentários do post 38154070

Grande!!!! aparece aqui na Ilha e vamos fazer um churrascão!!!!

marlon | 24-02-2006 15:32:54

Bah, Ritinha, que prestígio. Fiquei até com uma pontinha de ciúmes. E tu, guri, quando liberado da borracharia, vê se dá notícias. Vou repetir o bordão: SAUDADES… Claude.

Claude | 20-02-2006 23:18:00

vc apareceu, legal, não some não, gosto de ler o que vc escreve.

CRIS | Email | 13-02-2006 00:24:44

Aaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, guuuuuuuuuuuuuuri!!

Ritinha – a da flor | 10-02-2006 19:42:57