Gala. Garbo. Galante. Garbosa

Posted by in Trópico de Câncer

Que noite! 18h. Tudo inicia com uma francesa – brut, e canapés agridoces. Ritinha foi a primeira a chegar, uma elegância só. Mimi e Eva a seguir. Acompanhada por um anjinho com gosto de chocolate, veio Claude. Minha mana Gis já estava conosco desde às 16h. Pouco depois chegou a cunhada e nossa querida amiga Tati, a rainha da bossa nova. Tata era um luxo só.

Quantas recordações, quanto afeto! Por volta das 22h todos haviam partido. Na cachola pensamentos positivos, no peito – corpo afora, sensações de amor e carinho. Existem reencontros que são irresistivelmente verdadeiros. Foi o caso do ocorrido ontem. Nem as dores que me dilaceraram até a 1h da manhã (fiz quimio na sexta) foram capazes de destruir tantos sabores. Nem mesmo agora, quando a maldita retorna acompanhada de febre, não posso negar:

– Como é bom estar vivo!

BLOGGER

Trópico de Câncer
Comentários do post 38333135

oi, mano!Hoje li sobre o final de semana que já sabia q fora maravilhoso.Na 5ª passada passei por momentos parecidos,quando reencontrei meus ex-chefes em um jantar na beira do rio. Rimos muito e lembramos de muita coisa que vivemos juntos e que nos tornaram amigos.Cada vez mais acredito que temos que viver todos os momentos com intensidade, aproveitando cada segundo. Talvez essa seja a lição que o papai do céu está querendo nos ensinar. Viver, aproveitar, se desligar do material e nos unir cada vez mais. Mano a luta continua. Veja a mamy quanta força, quanta luta naquela UTI, mesmo com o corpo imóvel e em sono profundo, nos passa energia, carinho, união. Fico naquela sala de espera enquanto aguardo o horário de visita imaginando o que vou encontrar lá dentro.E quando saio sem saber o que virá pela frente, com mil pensamentos bons/ruins, mas com a certeza de que nossos pais cumpriram o seu papel.Hoje estamos aí, todos formados, c/uma vida legal,com uma família e unidos no amor e no carinho.E agradeço por tudo.

zele | 23-03-2006 22:36:15

Nada tenho a acrescentar aos comentários nem ao que escreveste – tudo verdadeiro, profundo, amoroso. Novos encontros virão, novo encantamento, alegria, afeto, amizade. Meu convite, meu pedido, minha esperança: Vive! Vivam! Vivamos!

Ritinha | 21-03-2006 18:52:05

então, me limito hoje a falar da maravilha de retomar uma conversa que parece ter parado por uma porção de motivos complexos de uma vida e de outra no meio de uma frase… como se alguém desse ‘pause’ e no sábado tivesse dado ‘play’. Espero que a vida nos reserve outras possibilidades de encontro. De preferência sem pressa, sem dor, seja quando e onde for. Porque tu tens toda a razão: são esses momentos que fazem a gente perceber que é bom estar vivo, que vale a pena suportar outros tantos, né? Grande abraço da amiga Claude.

Claude | 20-03-2006 09:55:15

Pois e eu fiquei pensando no Marlon, que podia ter estado conosco, e ele se manifesta! Enrico, minha filha ganhou novo repertório de nomes depois da noite de sábado. Poucas vezes a vi tão solta num ambiente até então desconhecido. Foi tão bom estar perto de ti… o blog é ótimo, mas olhar no olho, abraçar, falar, não tem preço. Deixo registrado que foi só um alinhavo de conversa. Como a Tata falou que foi ‘a abertura do portal’, fico disponível pra outros encontros, que nem carecem do glamour e do serviço impecável, nem do cenário maravilhoso em que vocês estão instalados. Conversar e resgatar o afeto intocado pelo tempo, uma amizade que dispensa falar muito me fez sonhar contigo no dia seguinte: cenas bonitas, tu estavas com um grande sorriso, vestias cores alegres (camisa amarela) e contavas aventuras como sabes fazer com maestria, prendendo a atenção da audiência. Bom, reencontrar as meninas todas e conhecer a Ritinha foi excelente, mas vou me limitar aqui… (continua…)

Claude | 20-03-2006 09:50:16

Beleza de ler! É isso mesmo amigo, viver momentos legais, com pessoas queridas, continua assim, essa energia boa é o que interessa. Super abraço!

marlon | 20-03-2006 08:37:51

É isso aí mano! O melhor de tudo é estar vivo e vivendo belos momentos. Penso nisso sempre. Antes dessa tempestade em que nos encontramos já pensava que o melhor de tudo é viver com prazer e curtir tudo que é bom dessa vida. Mesmo no turbilhão em que nos encontramos ainda penso que vim para esta vida para ser feliz!!! Que fini lindo viveste! JL e Polly disseram que o almoço hoje foi muito bom. Estavam todos com saudade. Fiquei com muita vontade de estar junto, mas queria que o papy tivesse um pouco de prazer e se divertisse com vocês. Mamma passou bem e até conseguimos que ela desse sorrisos e falasse alguma coisa com Polly que tinha muitas novidades dos estudos. Estamos esperançosos que a troca de hospital traga mais vida pra ela e com isso se aproxime o fígado e o rim. Muita saudade, vontade de vê-los. Super beijo. Com muito amor.

Zelda | 19-03-2006 22:30:32